Mamoplastia Redutora

Nesta cirurgia buscamos corrigir as deformidades de volume, melhorando também a forma das mamas. Quando jovem, a mama é constituída, em sua maior parte, de tecido glandular, que é firme e rígido. Com o passar do tempo, este conteúdo vai sendo progressivamente substituído por tecido gorduroso, mais frouxo e macio. A gravidez contribui muito na aceleração deste processo. Tal fenômeno ocorre em maior ou menor grau e com diferentes velocidades, dependendo da carga genética da paciente. Com isso, a mama acaba adquirindo um formato mais pendular (tecnicamente conhecido como ptose mamária), onde as mamas tornam-se indesejavelmente caídas. A mamoplastia devolve a beleza às mamas, trazendo bem-estar à paciente. As cicatrizes, que nos primeiros meses ficam avermelhadas, estarão maduras após um ano, quando se obtém o resultado definitivo da cirurgia.


Perguntas e Respostas